Drenagem linfática manual alivia alguns sintomas da gestação

Início / Blog / Drenagem linfática manual alivia alguns sintomas da gestação

Gerar um bebê é o desejo de muitas mulheres. Porém, esse momento tão especial pode vir acompanhado de alguns desconfortos na mulher como o inchaço, cansaço e até formigamentos. Quanto mais o bebê cresce, a barriga da futura mamãe começa a esticar, e é neste momento que o corpo da mulher começa a apresentar os famosos inchaços. Para reduzir estes incômodos, especialistas indicam a Drenagem Linfática Manual, realizada, pelo menos, uma vez por semana.

A Drenagem Linfática Manual ajuda a reduzir principalmente o inchaço, prevenindo os transtornos circulatórios, evitando as temidas varizes e cansaços nas pernas, além de promover bem-estar e relaxamento tanto para a mamãe quanto para o bebe. A drenagem ainda ajuda na recuperação do pós-parto e na prevenção de celulites e estrias.

A Drenagem Linfática Manual é um método de massagem altamente especializado, realizado através de pressões suaves, lentas e rítmicas, que seguem o trajeto do sistema linfático do corpo, reduzindo o líquido acumulado, principalmente quando se trata de gestantes. A massagem proporciona a drenagem de líquidos e estimula a defesa imunológica, aumentando a diurese, a eliminação de toxinas e, com isso, desenvolve o equilíbrio do organismo, promovendo mais conforto e bem-estar para a futura mamãe.

As dores nas costas e a falta de ar, causadas pelo peso do bebê, muitas vezes dificultam a locomoção e a posição das grávidas na hora de deitar. Durante o procedimento da massagem, a posição mais indicada é adaptada ao corpo da gestante e deve ser a melhor possível para a paciente se sentir bem e tranquila. A gestante deve sentir-se confortável para a massagem: a cabeceira da maca deve sempre estar elevada a 30 graus, para que não haja compressão da veia aorta.

Mas, não são todas as mulheres que podem receber a drenagem linfática. A massagem é contraindicada para grávidas com hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda e infecções ou erupções na pele. O procedimento deve ser efetuado por um fisioterapeuta que conhece os recursos indicados e as contraindicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *