Hipotireoidismo e Acupuntura

Início / Blog / Hipotireoidismo e Acupuntura

A tireoide é uma glândula endócrina, localizada na região anterior do pescoço, responsável pela produção dos hormônios tri-iodotironina (T3) e Tiroxina (T4), responsáveis por várias funções do metabolismo e por regular a função de importantes órgãos como o coração, o cérebro, o fígado e os rins. 

O Hipotireoidismo é uma disfunção na qual a glândula tireoide é incapaz de secretar níveis suficientes dos hormônios T3 e T4. 

As principais causas são: Tumores e nódulos, deficiência do iodo, tireoide de Hashimoto (doença auto-imune), falta de hormônio estimulante da tireoide, problemas pós-parto, má formação fetal da tireoide, além de dietas com baixo teor de carboidratos, falta de sal e excesso de exercícios físicos.

Esta deficiência é mais comum em mulheres, mas pode acometer qualquer pessoa, até mesmo recém-nascidos (hipotireoidismo congênito), podendo causar uma série de alterações no organismo como: depressão, irritabilidade, desaceleração dos batimentos cardíacos, intestino preso, menstruação irregular, falhas de memória, cansaço excessivo, dores musculares e articulares, cãibras musculares, pele seca, queda de cabelo, ganho de peso, inchaço corporal e aumento do colesterol no sangue. 

Na visão da Medicina Chinesa o Hipotireoidismo é frequentemente relacionado com as síndromes de deficiência do Qi (energia) do Yin e do Yang do Rim, com predominância da deficiência do Yang, então veremos uma pessoa predominantemente no estado YIN (lenta, fria, úmida e deprimida). Contudo todo esse estado de lentidão irá repercutir por todo o metabolismo do corpo, trazendo inúmeras manifestações. Os fatores emocionais também estão envolvidos nessas disfunções, pois as emoções fortes e de longa duração geram estagnação e consomem substancias vitais do nosso corpo.

No conceito oriental o território da tireoide é governado pelo coração (XIN). O coração é a sede da mente e das emoções. A estagnação de Qi derivada do estresse emocional afeta o Fígado, Pulmão, Coração, Estômago e Baço, primeiramente energeticamente e posteriormente alterando a função destes órgãos. 

Tratamento por acupuntura

A acupuntura irá proporcionar uma estabilidade nos mecanismos geradores de energia do organismo, fortalecendo a tireoide, e fazendo-a trabalhar melhor e promover um novo estado de homeostase para o organismo.

Utiliza-se o tratamento sistêmico (pontos no corpo) e auricular com o ajuste do sistema endócrino-metabólico. Alguns pontos como VG20 (que tonifica o Yang e estimula as funções cerebrais e hormonais), pontos extra do umbigo (que estimulam a função de baço em transformar, transportar e formar o Qi adquirido), R7 (que tonifica o Yang do Rim), BP6 (que é tônico do Yin do Qi e Xue) e Yintang (que é um ponto reflexo da hipófise e controla as glândulas da tireóide) são muito utilizados e respondem com ótimos resultados, minimizando os transtornos do Hipotireoidismo e proporcionando uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *